quarta-feira, 9 de maio de 2018

Copa do Mundo, Olimpíada... Viva o Brasil!

Poxa... Ganhamos da França. A seleção de Felipão venceu a França por 3 gols a 0. Tá certo que europeus vieram para Porto Alegre como time B, mas de qualquer maneira, vencer a França tem sempre um saborzinho especial. Ou não? Bom... os gringos estão descendo a América – jogar bola ou passear - porque sabem que o Brasil deixou, segundo o governo, de ser país de terceiro mundo. Da noite para dia o Brasil deixou de ser emergente e passou a preocupar potências como a China Estados Unidos, Rússia, entre outros de primeiro mundo.
Tanto é que se habilitou a sediar os três maiores eventos esportivos do mundo. (aplausos pro Lula). A imprensa do mundo todo dedica enormes espaços para anunciar a realização das Copa das Confederações, Copa do Mundo, Olimpíada e até a vinda do Papa Francisco. Tudo isso, no Brasil, é lógico. A toque de caixa, são tocadas as obras de construção e reformas dos estádios que servirão aos dois maiores eventos esportivos da terra. Dinheiro público é investido em estádios particulares (vide o caso do Itaquerão, por exemplo). Nos estados de Goiás, Pará e Amazonas os magníficos campos de futebol construídos agora são servirão para atender os jogos da copa de 2014, depois , eles ficarão ociosos e só atenderão eventos esportivos de menor envergadura ou shows artísticos regionais. O Brasil que agora é país de primeiro mundo (segundo o governo) se prepara para esses megaeventos. As autoridades constituídas estão certas em dedicar grande parte do seu tempo na realização desses espetáculos que certamente ficarão grafados nas páginas da história deste País. Contudo, é bom que se diga, não há outra preocupação neste momento. O Brasil, tem uma das menores taxas tributárias do planeta; o atendimento na saúde pública é de primeiro mundo; não há carência de moradias; o setor de educação serve de exemplo para Canadá, Itália, Dinamarca, Suíça, só para citar a alguns; o sistema portuário não carece de reforma porque atende muito bem a demanda de cargas e descargas; os aeroportos estão bem conservados e por um prazo de no mínimo trinta anos não necessitarão de reformas; as rodovias, sempre bem conservadas dispensam comentários; a telefonia funciona que é uma beleza. Ninguém reclama dos serviços de telefonia; e as ferrovias...?! essas estão maravilhosamente cuidadas. As mães que moram em grandes centros urbanos não têm mais a preocupação de onde deixar os seus filhos no período em que elas estão no trabalho. Há uma creche em cada esquina com atendentes especializadas, pedagogas, enfermeiras, e outros profissionais preparados para melhor atender os seus filhos. O transporte coletivo urbano, a segurança pública, combate à enchentes e às drogas, são setores que funcionam como bons relógios suíços. Como se observa, não há nada para se fazer.Tudo funciona maravilhosamente bem. Então, ironia à parte, vamos nos preparando para esses grandes acontecimentos esportivos e depois da metade do ano que vem (2014), a gente pega a vassoura recolhe os cacos, se sobrarem os cacos. 

Esse textinho foi escrito por mim em 2013. Não me recordava mais dele e o facebook o republicou.... achei legal.

(Benedicto Blanco – Jornalista MTb 24509)

Nenhum comentário:

Postar um comentário